1. Actualidades >
  2. Flávio Dino >
205,788 seguidores   •   533 seguindo   •   Maranhão   •   http://www.flaviodino.com
Governador do Maranhão. Advogado e professor da Universidade Federal do Maranhão. Foi juiz federal, deputado federal e presidente da EMBRATUR

Os últimos Scoops

Meu artigo desta semana aborda como os princípios republicanos devem orientar a política educacional, no tocante à liberdade de opinião.
Amanhã é dia de inaugurar Escola Digna em Cajari e obras do Programa Mais Asfalto em Penalva. Mantemos dezenas de obras em todas as regiões, enfrentando a recessão nacional com muita coragem
Visitas que gosto muito de ver no Palácio dos Leões: crianças levadas por escolas. Sempre que posso, recebo pessoalmente. Criamos o circuito cultural abrangendo o Palácio e os nossos museus, com agendamento via internet.
Convido nossos concidadãos e turistas a acompanharem a nossa programação de Natal. Agradeço a parceria da @PrefeituraSL e das empresas privadas.
Estamos fazendo revitalização externa de casarões da Praia Grande, mesmo que de propriedade privada, em razão do interesse público. Aliás, esclareço que a maioria é de propriedade privada. Com a participação de todos, teremos um Centro Histórico cada vez melhor.
Há uma macabra torcida contra o Maranhão desde 2015. De tempos em tempos, inventam tragédias. Temos adotado todas as medidas necessárias para manter o funcionamento do Estado e assim vamos continuar a fazer. Com transparência e coragem.
Informo que é absolutamente falsa a notícia de que não pagaremos o 13º salário deste ano. Já pagamos metade em junho e pagaremos a outra metade antes do Natal. Apesar da perda de R$ 1,6 bilhão de transferências federais desde 2015.
Nosso Programa Diques da Produção gerando alimentos na Baixada Maranhense. Alegria de ver resultados positivos para as classes populares https://t.co/Fza3vINdfb
Video player
Entre tantos absurdos, a saída abrupta dos médicos cubanos, se não forem imediatamente substituídos, vai onerar municípios cujas finanças públicas já estão destruídas, após 4 anos de recessão e perda de receitas. Ou milhares de pessoas ficarão sem atenção básica à saúde. Um caos.
Idolatrar os nacionalismos alheios como um caminho de “salvação” implica uma diplomacia “alinhada”, e não independente, ampla e dinâmica - que é a melhor para defender os interesses do Brasil.
Total(1) => 0.068546056747437 f_f_QM(2) => 0.037757873535156 indS(2) => 0.023026943206787 indM(2) => 0.012120962142944 indM_1(2) => 0.0019409656524658 indM_2(2) => 0.00088000297546387 indM_4(2) => 0.0018439292907715 indM_5(2) => 0.0024218559265137 indM_6(2) => 0.0018730163574219 indM_7(2) => 0.0017809867858887 indM_8(2) => 0.00099682807922363 f_f_pTL(2) => 0.011658906936646 f_f_dT(20) => 0.011409521102905