Felipe Moura Brasil

Felipe Moura Brasil


Diretor de Jornalismo da Jovem Pan. Âncora e comentarista. Colunista da Crusoé. Maior influenciador político do Brasil no Twitter, segundo estudo da Stilingue.

1492385 followers  •  4183 follow  •    •   https://t.co/0pVlMKPRJW

Seguimos no "Salve, Salve, BandNews!", analisando o noticiário que está pegando fogo: .

A cumplicidade do Congresso Nacional com a sabotagem bolsonarista do combate à pandemia de Covid-19, vírus que já matou centenas de milhares de brasileiros e segue matando outros milhares por dia, deve-se aos seguintes fatos, abaixo listados em ordem aleatória:

Rodrigo Pacheco fala com os EUA. Arthur Lira fala com a China. João Doria anuncia a vacina brasileira. Enquanto isso, Palácio do Planalto e Ministério das Relações Exteriores seguem no universo paralelo da claque virtual negacionista e enroscada. É um vexame atrás do outro.

Ele queria que o “meu Exército” fosse mais “meu” ainda, assim como quis que a “minha PF” fosse mais “minha”.

Falta a Queiroz condição moral para ter arma de fogo: . (Aliás, bolsonaristas agora vão às ruas com Queiroz e Roberto Jefferson. Que fase.)

Carregamento
Loading

Frase do ano: “Prezada, não estou à venda.” De Sergio Moro a Carla Zambeli, rejeitando pedido da deputada bolsonarista para que o então ministro aceitasse Alexandre Ramagem, o favorito de Carlos Bolsonaro, no comando da PF em troca do esforço dela em garantir-lhe a vaga no STF.

Eduardo Bolsonaro, com sua diplomacia da lacração, conseguiu irritar a China, parceira de negócios do Brasil, fazendo acusações sem provas, típicas de quem não distingue militância virtual e o cargo de deputado federal que ainda tentou ser embaixador indicado pelo pai presidente.

Prevaleceu a inveja sentida pelo chefe mimado. Jair Bolsonaro, em vez de reconhecer que desdenhou do coronavírus, demitiu Mandetta por não ter se curvado à sua estupidez durante a pandemia. O bolsonarismo fritou o ministro da Saúde nas redes e no zap porque teme sua popularidade.

Rolezinho no STF é fácil. Churrasco no Palácio é fácil. Difícil é entregar exame, vídeo de reunião, prova de fraude em 2018. Difícil é visitar UTI em São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus. E ficar fazendo gracinha com profissionais de saúde, pacientes e familiares.

- O que seu presidente faz na pandemia? - Explica restrições, garante abastecimento, valoriza profissionais de saúde... E o seu? - Incita o povo a se expor à morte, participa de atos pró-golpe, ameaça instituições, afasta ministros, alia-se a condenados e réus, diz “E daí?” - Oi?

“Ou vocês confiam” em: - juiz de garantias - relaxamento da prisão preventiva - limite à delação - Coaf sem Moro - trama para trocar diretor da PF - dupla do Centrão na liderança do governo - PGR e AGU que endossam inquérito ilegal de Toffoli - fundão de R$ 2 BI ...ou o PT volta.

Padrão: isolamento temporário, com abastecimento e socorro, para salvar vidas e garantir que sistema de saúde absorverá. Bolsonarismo cria inimigos imaginários que defendem isolamento eterno, para culpá-los pela crise econômica e posar de defensor dos prejudicados. Só trouxa cai.

Carregamento
Loading