Felipe Moura Brasil

Felipe Moura Brasil


Diretor de Jornalismo da Jovem Pan. Âncora e comentarista. Colunista da Crusoé. Maior influenciador político do Brasil no Twitter, segundo estudo da Stilingue.

1494937 followers  •  4208 follow  •    •   https://t.co/0pVlMKPRJW

Vou repetir: O indicado por Jair Bolsonaro ao STF votou a favor da possibilidade de reeleição de Alcolumbre como presidente do Senado, expressamente “vedada” pela Constituição Federal. É o “conservador” do Centrão, do bolsopetismo e dos puxadinhos na lei. Pode confiar, talkey.

Quando uma empresa ganha uma fortuna de um governo em contrato público e faz um servicinho grátis para a família do governante de brinde, o nome disso é propina, talkey.

Pode incluir aí na lista de responsáveis pelo número evitável de 206 mil mortes por Covid-19 no Brasil e pelo atual colapso do sistema de saúde de Manaus: - empresários da comunicação que deram microfones a ativistas negacionistas perversos para tentar garantir a verba federal.

Mais um fiasco bolsonarista. Dessa vez, adesivado.

“A imunidade com a vacinação leva algum tempo para se estabelecer. Mesmo vacinado, use máscara, mantenha o distanciamento social e higienize suas mãos... Confie nas vacinas que a Anvisa certifica. E quando elas estiverem ao seu alcance, vá e se vacine.” Antonio Barra Torres

Ala bolsonarista do Novo (um contrassenso) amarela para chamar de criminoso quem desvia dinheiro de gabinete, é beneficiário do operador e instrumentaliza o Estado; e de crime de responsabilidade a sabotagem deliberada do combate à pandemia que matou mais de 210 mil brasileiros.

Estadão obteve ordem de Arthur Lira na Assembleia de Alagoas para liberar R$ 43 mil para compra de carro para filha de um colega. “A despesa foi julgada ilegal pela Justiça alagoana, que condenou ele e mais 4 por improbidade administrativa, da qual o deputado recorre desde 2016.”

Carregamento
Loading

Juntando tudo: ministros do STF legislam, fatiam, mandam soltar bandidos, atacam Lava Jato com base em material roubado, abrem inquérito ilegal, censuram revista, viajam com mordomias e cônjuges às custas do Estado, criticam adversários de modo covardemente anônimo pela imprensa.

Bolsonaro: “Por que no Brasil devemos mantê-los (índios) reclusos em reservas como se fossem animais em zoológicos?” Manchete do Globo: “Bolsonaro compara índios em reservas a animais em zoológicos”. A síntese inverte o sentido e denigre quem criticou tratamento dado aos índios.

Era uma vez um país onde bandidos se aproveitavam da bonança para roubar, causando prejuízos bilionários aos cofres públicos, até que eles eram descobertos. Então eles mudavam as leis para punir aqueles que os descobriram, aprovavam reformas econômicas e voltavam a roubar em paz.

De Haddad a Bolsonaro: "Você vai tomar uma surra do povo brasileiro no domingo.” Se fosse ao contrário, era ameaça, incitação ao ódio, apologia à violência, quiçá crime contra a humanidade.

A renúncia anunciada de Renan, ao sentir que não teria votos suficientes para vencer a eleição para a presidência do Senado, é uma amostra de como a pressão popular – pacífica, digna, pela força da razão e até do humor – funciona. Os brasileiros precisam recorrer mais a ela.

Bolsonaro é o "nazista" que respeita decisão de Israel sobre sua capital, o "fascista" que quer reduzir o tamanho do Estado, o "ditador" que nomeia para a Justiça o juiz querido pelo povo por ter posto corruptos na cadeia. E eu sou o "militante" que contrasta rótulos e realidade.

O #STFVergonhaNacional , sob comando do ministro blindado por amarelões, legislou a favor de criminosos, atacando a Constituição, o Código do Processo Penal, a Lei de Delação Premiada, a inteligência e o bolso dos brasileiros.

Não basta ser suplente de vice de presidiário, promovida a vice de poste de presidiário. É preciso, também, ser intermediária de hacker e receptor de material roubado. Um currículo e tanto.

Não conseguiram soltar Lula alegando inocência. Não conseguiram atropelar Judiciário brasileiro na ONU. Não encontraram adulteração de provas em mensagens roubadas por estelionatários. Agora vão soltar todos os bandidos alegando prazo simultâneo de alegações finais? Haja vontade!

Carregamento
Loading